PALESTRANTE: FERNANDO TREVISANI

METODOLOGIAS ATIVAS: RELATOS E EXPERIÊNCIAS

CLIQUE AQUI PARA SE INSCREVER

DATA:  28 DE MARÇO – Quinta-feira

LOCAL: TEATRO MÁRIO COVAS

HORÁRIO DO CHECK-IN: 18H30

MINICURRÍCULO

Fernando de Mello Trevisani – Mestre em Tecnologias Educacionais e Educação Matemática (UNESP), Pós-Graduado em Educação Inovadora: Design, Autoria, Didática e Tecnologia (Instituto Singularidades), Matemático (USP). Coordenou o Grupo de Experimentações em Ensino Híbrido e é organizador do livro “Ensino Híbrido: personalização e tecnologia na educação”. Atua como consultor educacional e de tecnologia para fundações, empresas, escolas e startups da área de educação do Brasil e do exterior. Atualmente é professor do Colégio Sidarta e da Pós-Graduação em Metodologias Ativas do Instituto Singularidades.

RESUMO DA PALESTRA

Em sua fala, Fernando Trevisani pretender apresentar exemplos de aulas realizadas por ele mesmo usando dois modelos de ensino considerados inovadores: um é o Ensino Híbrido, que utiliza tecnologias e sobre o qual organizou um livro e de um curso virtual; e outro é um modelo de ensino chamado Trabalho em Grupo, que, apesar do nome conhecido, apresenta algumas características peculiares para engajar e motivar alunos na aprendizagem em grupo dentro de sala de aula. Algumas ferramentas tecnologias ou estratégias de gestão de sala serão também apresentadas no decorrer de seu relato.

PALESTRANTE  EDGAR ANDRADE – FAB LAB RECIFE

O PENSAMENTO MAKER PODE AJUDAR A CONSTRUIR A ESCOLA DO FUTURO?

CLIQUE AQUI PARA SE INSCREVER

DATA: 29 DE MARÇO – Sexta-feira

LOCAL: TEATRO MÁRIO COVAS

HORÁRIO DO CHECK-IN: 18h30

INTRODUÇÃO

Estamos vivendo momentos de grandes e profundas transformações no mundo. As cidades buscam um novo modelo de convivência social, além do participativo, mais colaborativo. As pessoas querem ser agentes transformadores e precisamos criar novas ferramentas que ajudem a impulsionar essas expectativas.

O movimento de fabricação digital representa a ponta de lança dessas mudanças de comportamento, principalmente por permitir a materialização da nossa capacidade de fazer coisas, de transformar nossas ideias em algo palpável. As pessoas criarão e produzirão parte das coisas que consumirão, provocando mudanças na indústria que já começa a perceber os sintomas da evolução desse novo cenário. O consumo de escala será substituído pelo consumo personalizado. Os processos produtivos também sofrerão transformações. Vivemos o nascimento da indústria 4.0, ou Quarta Revolução Industrial, em que as plantas industriais serão cada vez mais versáteis e customizáveis. Essas mudanças que começam a surgir na indústria impactarão muitos outros aspectos de nossas vidas. O consumo de coisas será substituído pelo uso das coisas através de serviços, e a educação será redesenhada para atender às novas demandas da sociedade.

Sobre o palestrante

Edgar Andrade é fundador do Fab Lab Recife, laboratório de fabricação digital e prototipagem eletrônica que faz parte de uma rede com mais de 1.270 laboratórios espalhados por mais de 100 países, sendo 48 no Brasil. Promover a inovação e estimular o desenvolvimento de novos produtos e modelos de negócios é uma das missões do Fab Lab Recife que também se posiciona como instrumento de promoção do desenvolvimento sustentável e de transformações urbanas a partir da fabricação digital. Foi representante Nordeste da INSEED Investimentos, gestora de Fundos de capital empreendedor – venture capital – onde era responsável por filtrar e identificar oportunidades de negócios em estágios iniciais na região e que tenham DNA de inovação. Também é sócio da Robolivre, plataforma de transformação social através da robótica.

Edgar Andrade vem participando do processo de construção de cultura maker no Brasil, articulado com a Rede Fab Lab Brasil que tem como missão estimular e apoiar a ampliação da rede de Fab Labs no País. Acredita que o movimento maker tem um potencial transformador em todos os sentidos, das escolas às indústrias, das crianças aos empreendedores, das casas às cidades. Defende a mudança de comportamento de consumo como caminho para a construção de uma sociedade mais justa e democrática. Participou do TEDx UNISINOS em 2017 cujo conteúdo pode ser acessado através do link: https://www.youtube.com/watch?v=mjxKDhyvqs&t=14s

PREZADO(A) PARTICIPANTE, PARA OS EVENTOS DE SÁBADO, DEVE ESCOLHER SOMENTE UMA OPÇÃO, WORKSHOP OU PALESTRA, EM CASO DE INSCRIÇÃO EM MAIS DE UM EVENTO, CANCELAREMOS UMA DAS PARTICIPAÇÕES CONFORME A PROCURA.

PALESTRANTE ALFERO MENDES

UMA NOVA DINÂMICA DE ENSINO, UMA NOVA FORMA DE APRENDIZAGEM

CLIQUE AQUI PARA SE INSCREVER

DATA: 30 DE MARÇO – SÁBADO

LOCAL: TEATRO MÁRIO COVAS

HORÁRIO DE CHECK-IN: 9h30

Público alvo: professores e profissionais da educação

Proposta da palestra: proporcionar uma formação prática e dinâmica que habilite o profissional para o uso de algumas ferramentas digitais que auxiliam o seu trabalho pedagógico.

 Justificativa:

A ideia que norteia esta palestra é que, o uso das ferramentas digitais tem contribuído de forma significativa para o estabelecimento de diversas transformações que instituíram novos padrões culturais. Ignorar esses recursos no processo de ensino e de aprendizagem pode ser um erro na construção do conhecimento e na formação de um ser humano autônomo e capacitado para o exercício da cidadania no século XXI.

O novo perfil de aluno que convive com a tecnologia (nativo digital), com a realidade virtual e com a fluidez das informações que circulam nos diversos meios de comunicação, provocou a necessidade de inserir na dinâmica da aula novos recursos que estimulam a aprendizagem como: vídeos, materiais digitais interativos, jogos, novas mídias, recursos audiovisuais e de apresentação por isso, conhecer e saber usar algumas ferramentas digitais implica na aprendizagem de novas metodologias e, principalmente, de habilidades relacionadas ao seu tratamento e uso pedagógico.

O uso de recursos digitais na sala de aula pode significar o começo de várias transformações metodológicas, entretanto, elas fazem surgir inúmeros desafios no decorrer do processo de ensino, como a falta de um vínculo capaz de integrar, com maior intensidade e sentido, os recursos tecnológicos com os objetivos e os conteúdos propostos pelas diversas disciplinas da grade curricular das instituições de ensino.

Assim, a palestra “Uma nova dinâmica de ensino, uma nova forma de aprendizagem”, contribuirá com a formação tecnológica, habilitando para o uso das funcionalidades de alguns recursos digitas e oferecerá subsídios para o participante repensar a sua prática pedagógica e redefinir as suas metodologias de ensino.

WORKSHOP COM O “ MUNDO MAKER”

CLIQUE AQUI PARA SE INSCREVER

DATA: 30 DE MARÇO

LOCAL: TEATRO MÁRIO COVAS – SAGUÃO

HORÁRIO DE CHECK-IN: 09h30

EXCLUSIVO PARA PROFESSORES DA REDE MUNICIPAL DE ENSINO

“O Mundo Maker é uma escola maker onde se aprende fazendo. Trabalhamos  para despertar o potencial criativo e empreendedor de cada um, ajudando-os a trazer  suas ideias  para a realidade  na forma  de um aprendizado  significativo.”

WORKSHOP TRÍADE EDUCACIONAL

CLIQUE AQUI PARA SE INSCREVER

DATA: 30 DE MARÇO

LOCAL: SECRETARIA DE EDUCAÇÃO – SALÃO MONTEIRO

HORÁRIO DO CHECK-IN: 9h30

EXCLUSIVO PARA PROFESSORES DA REDE MUNICIPAL DE ENSINO

Proposta de oficina: Metodologias ativas e Ensino Híbrido no contexto da cultura digital

Aprender e ensinar em tempos de tecnologias digitais, envolvem a reflexão sobre a utilização de estratégias que inovam ao associar o interesse dos estudantes pela descoberta com a possibilidade de colocá-los no centro do processo. Considera-se que essas são desafios constantes na educação. Refletir sobre a implementação de propostas que envolvam os estudantes como protagonistas e que possam, de alguma forma, vivenciar experiências em que as ações de ensino e aprendizagem são personalizadas torna-se um caminho possível para a utilização, em sala de aula, de abordagens que valorizam a autonomia dos estudantes e que, consequentemente, estão inseridas no bojo das Metodologias Ativas.

A variedade de estratégias metodológicas a serem utilizadas no planejamento das aulas são recursos importantes ao estimularem a reflexão sobre outras questões essenciais, como a relevância da utilização das metodologias ativas para favorecer o engajamento dos alunos e as possibilidades de integração dessas propostas ao currículo. É certo que as pessoas não aprendem da mesma forma, no mesmo ritmo e ao mesmo tempo. Ao utilizar diferentes estratégias de condução da aula, as metas de aprendizagem dos alunos podem ser mais facilmente atingidas e momentos de personalização do ensino podem ser identificados.

O que a oficina oferece?

Os participantes vivenciam ações envolvendo Ensino Híbrido, com o objetivo de promover a reflexão e a vivência da abordagem, identificando para seu potencial para o desenvolvimento de uma educação conectada às necessidades do Século XXI.

Responsáveis pela formação:

Leandro Holanda é Mestre em ciências pela USP. Especialista em tecnologias educacionais pela PUC-SP. Possui experiência como professor de química e na assessoria para a produção de material pedagógico, como assessor pedagógico no ensino de ciências no colégio Albert Sabin e como consultor em projetos educacionais com foco em tecnologia e inovação na Fundação Lemann. É um dos autores do livro intitulado Ensino Híbrido: Tecnologia e Personalização na Educação, lançado em 2015 pela editora Penso. Lattes: http://lattes.cnpq.br/4841308176165231

Camile Carolina Pereira da Silva Tesche – Graduanda em Design Educacional pela UNIFESP, mestre em Literatura Portuguesa pela USP, bacharel e licenciada em Letras-Português e Alemão pela USP. É professora de Produção de Textos no colégio Albert Sabin.

Idealização:

Lilian Bacich – Doutora em Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano (USP), Mestre em Educação: Psicologia da Educação (PUC/SP), Bióloga (Mackenzie) e Pedagoga (USP). Com ampla experiência na área de Educação, atuou por 28 anos na Educação Básica (professora e coordenadora), na graduação e na pós-graduação. Atuou na equipe de gestão do Grupo de Experimentações em Ensino Híbrido, parceria entre a Fundação Lemann e o Instituto Península, proposta que contou com a parceria do Clayton Christensen Institute. Atua como assessora pedagógica dos planos de aula de Nova Escola. Revisora técnica da tradução do livro Blended: Using Disruptive Innovation to Improve Schools, de Michael Horn e Four dimensional education, de Charles Fadel. Organizadora dos livros: Psicopedagogia: teorias da aprendizagem; Ensino Híbrido: personalização e tecnologia na educação e Metodologias ativas para uma educação inovadora. Fundadora da Tríade educacional e Coordenadora de curso de Pós-graduação no Instituto Singularidades. Lattes: http://lattes.cnpq.br/0251916117872077